Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019

Última Atualização do site:  

09/12/2019 16:38:20

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / CPF na nota e dinheiro de volta
 
O programa Nota Paraná passou a valer no in
 
14/08/2015

O programa Nota Paraná passou a valer no início deste mês. Pelo programa, o consumidor que cadastra o CPF na nota receberá uma fatia do ICMS. O dinheiro pode retornar como crédito de celulares, pagar o IPVA ou ser depositado em uma conta corrente do titular.

  O dinheiro não retorna imediatamente. Segundo o governo são precisos três meses para a liberação dos créditos. Quem está cadastrando as notas agora, portanto, receberá sua parte em novembro. Não é preciso fazer o cadastro imediatamente, mas 200 mil paranaenses já fizeram.

Outra ressalva é que não adianta olhar o valor do ICMS da nota para fazer a conta de quanto irá receber. O governo distribuirá 30% do valor do imposto efetivamente recolhido pela empresa, proporcionalmente ao valor da nota que você cadastrou. Por exemplo: se eu faço uma compra de R$ 500 em uma empresa que recolheu naquele mês R$ 100 mil em ICMS e faturou R$ 1 milhão no total, receberei de volta R$ 15.

O consumidor pode acompanhar tudo pela página Nota Paraná. Segundo o auditor fiscal da Receita Estadual em Cascavel, Pedro Marcomini, a principal dúvida tem sido sobre a demora para que a nota lançada apareça no cadastro do consumidor.

 “Quando a empresa tem Nota Fiscal Eletrônica e Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica esta atualização ocorre em 24 horas. Contudo existem outras formas de emissão de nota ainda permitidas pela legislação – como a nota em papel ou o cupom fiscal – que exigem o lançamento manual que pode ocorrer até meados do mês subsequentes à compra”, explica.
.
Produtos de fora


O ICMS é um imposto estadual que incide, grosso modo, sobre produtos industrializados. Qualquer serviço, por exemplo, não tem ICMS. A alíquota média é de 18%, mas existem várias exceções.
O governo deixou de fora o imposto pago na conta de energia elétrica, gás canalizado e serviços de comunicação. Outros produtos têm isenções ou substituição tributária. Nenhum item da cesta básica, por exemplo, paga ICMS. No combustível você também não terá ressarcimento, já que o imposto não é pago pelo posto, o produto já sai tributado na refinaria.
.
Valores
 

O objetivo, obviamente, é aumentar a arrecadação. O governo prefere não estimar quanto em crédito será distribuído. Para o próximo ano a previsão é ampliar a arrecadação em R$ 150 milhões. O valor mínimo para ressarcimento em conta corrente será de R$ 25 e para crédito de telefonia será de R$ 5. A cada R$ 50 em nota a pessoa também ganha um cupom para concorrer a sorteio de prêmios em dinheiro.
“O crédito para o IPVA vai valer apenas para o imposto a ser pago em 2017. Isso porque precisamos implantar um sistema e não haverá tempo hábil até 2016″, explica o coordenador de comunicação do programa, James Vanin de Andrade.
.
Dúvidas


As dúvidas já começaram a surgir. O contador Waldomiro Kluska, que também é representante regional do Conselho de Contabilidade, comenta que vários clientes, principalmente os com empresas menores, estão com dúvidas sobre a emissão da nota.
“De qualquer forma acho o programa válido para criar a cultura de exigir nota fiscal. Quando eu compro um produto o imposto já está embutido e ao pedir o documento estou exercendo um direito. A partir daí, o cidadão também ficará mais consciente do imposto que paga e poder exigir o retorno do governo”, opina.
.
Governo Espião?


Desde que o programa começou a ser divulgado também circulam nas redes sociais informações dizendo que a prática é uma forma de o governo tentar “espionar” a renda e os hábitos de consumo das famílias. As teorias dizem que se uma pessoa realiza, com seu CPF, compras acima da sua renda declarada, poderia ser punida.

Segundo o auditor fiscal, a Receita Estadual criou o programa única e exclusivamente para ampliar a arrecadação. Nada impede, no entanto, que a Receita Federal, que é quem controla o Imposto de Renda, tenha acesso às informações. “Percebemos que estas campanhas contra também são mais uma questão política do que técnica”, pondera Pedro.


Para o contador representante do CRC na região, Waldomiro Kluska, estas “teorias da conspiração” não têm fundamento.“O governo tem muitas formas de controle. Hoje pela movimentação bancária é possível saber a renda”. Esta é a mesma opinião do coordenador de comunicação do programa, James Vanin de Andrade.


“Tem gente falando que não é para colocar o CPF na nota, pois isso ajuda a Dilma, sendo que é um imposto estadual e não federal. O governo já tem informações sobre os contribuintes. Esta é uma forma que cada pessoa cumpra seu papel de cidadão exigindo nota fiscal que sempre foi obrigatória”.
.
Outros estados


Em outros estados, como São Paulo, o programa já existe há mais tempo. Lá mais de 12,6 bilhões já foram distribuídos. No mês passado, no entanto, o programa foi “encolhido”. O percentual do repasse foi reduzido de 30% para 20% e a liberação de crédito foi adiada de outubro deste ano para abril de 2016.
.
Atenção!


– Você não precisa guardar a nota, nem cadastrá-la, o sistema funciona automaticamente. Guardar o documento só serve para conferência;

– Notas com CPF emitidas antes do cadastro (a partir de agosto) também valem;

– Você não é obrigado a informar o CPF, mas o estabelecimento não pode dizer “não” caso você deseje cadastrá-lo;

– Pessoas de outros estados que consumirem no Paraná também terão o direito;

– O cadastro possui itens opcionais para deixá-lo mais confiável; quanto mais confiável é o cadastro mais vantagens o consumidor tem. (valor máximo mensal para recarga de celular maior e mais número habilitados para receber créditos, por exemplo);

– Pelo sistema também será possível fazer registro e consulta de Reclamações e Denúncias contra estabelecimentos comerciais.

 

(Fonte: CGN).

 

 
 Galeria de Fotos
 
 Outras Notícias
» ENTREGA DO TÍTULO DE CIDADÃO HONORÁRIO
» Audiência Pública - LRF - 2º Quadrimestre 2019
» Convite Especial
» A Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020
» 1ª Legislatura dos Vereadores Mirins eleitos pelo Projeto Parlamento Jovem.
» Audiência Pública - LRF - 1º Quadrimestre 2019
VER TODAS
 

Avenida Paraná, 480 - caixa postal 11 - centro

IRETAMA - Paraná; | Cep: 87280-000

 44 3573 1042  secretaria@camarairetama.pr.gov.br

 44 3573.1775   contabilidade@camarairetama.pr.gov.br

Horário de Atendimento: De Segunda-feira à Sexta-feira - Das 08h00 às 11h30 e das 13h30 às 17h00

Horário da Sessão: 20:00 Horas (segunda-feira)